Portal GWC

Grupo Web de Comunicação

Sua vida mais Informada!

Acontece

Por: Cardoso Queiroz

Capitão de navio que bateu em Veneza diz que tentou evitar acidente.

 

Ministério Público de Veneza abriu inquérito para apurar colisão, mas até o momento ninguém foi inscrito na lista de investigados.

 

O caso do último domingo reacendeu discussão sobre fim da navegação de cruzeiros na cidade.

O ministro do Ambiente italiano, Sergio Costa, escreveu no Twitter: “O que aconteceu no porto de Veneza confirma o que andamos a dizer há muito tempo: os grandes navios não devem navegar por Guidecca.” Costa afirmou ainda que tem trabalhado com os ministros das Infraestruturas e da Cultura de Itália e que apresentarão soluções em breve.

 

Na semana passada, um navio de cruzeiro colidiu contra um barco turistico no rio Danúbio em Budapeste, na Hungria, deixando sete pessoas mortas e 21 desaparecidas.

TEMER1.JPG

|-Por unanimidade, Turma do STJ concede liberdade a Temer

 

Por unanimidade, a 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu nesta terça-feira conceder liberdade ao ex-presidente Michel Temer, que está preso preventivamente desde a semana passada em investigação que apura desvios de recursos na Eletronuclear.    

 

 

Essa é a segunda vez na investigação do caso da Eletronuclear que Temer será colocado em liberdade. Em março, ele ficou preso por alguns dias por ordem do juiz federal Marcelo Bretas, responsável pela operação Lava Jato no Rio de Janeiro. Posteriormente, essa detenção foi revogada por liminar do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2).

 

Atualmente, o ex-presidente está preso no Comando de Policiamento de Choque da Polícia Militar de São Paulo, na região central da capital paulista.                                                      14/05/2019

Com elogios a Olavo, Bolsonaro diz esperar "página virada"

 

"Sua obra em muito contribuiu para que eu chegasse no governo, sem a qual o PT teria retornado ao poder", escreveu o presidente.

 

Bolsonaro tem boa relação com Villas Bôas. Após deixar o comando do Exército, virou consultor do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, órgão comandado pelo general Augusto Heleno.

 

Em janeiro, o presidente recém-empossado disse que Villas Bôas era "um dos responsáveis" por sua eleição - fala similar à desta terça, sobre Olavo.

 

Villas Bôas disse que Bolsonaro resgatou Brasil de "amarra ideológica".                           07/05/2019

O liberal que virou intervencionista

O presidente Jair Bolsonaro foi eleito mostrando-se um entusiasta seguidor do liberalismo, mas agora não resiste ao impulso de colocar o Estado como controlador da economia. Afinal, qual é a sua verdadeira face?

Semana sim, outra também, o presidente Jair Bolsonaro reitera, por meio de suas atitudes, que era mera máscara o discurso liberal adotado ao longo da campanha ao Palácio do Planalto. Ou melhor, meia máscara: Bolsonaro defendeu um programa conservador na área dos costumes, e tem agora, no dia a dia, demonstrado que essa é mesmo uma porção verdadeira de sua face, pois no retrógrado conservadorismo referente ao comportamento social ele vem caprichando — é a cara dele. Já a parte programática que pregava o liberalismo na economia, esse lado estava camuflado. Bolsonaro mostra cada vez mais a sua vocação para o intervencionismo e intromete-se em assuntos para os quais, pela cartilha liberal, o Estado não deve ser chamado a participar.

 

O disfarce caiu

Uma semana bolsonarista puxa outra, uma encrenca atrai outra, um traço autoritário engata em outro. Assim, nos últimos dias, ainda estava à tona um recente episódio que aponta de forma exemplar e emblemática para o meio disfarce do qual se falou. Ou, resumindo, expõe com clareza que o liberal virou intervencionista. No tiroteio que se tornou a gestão, o alvo da vez foi o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Alberto dos Santos Cruz. Por que? Porque Bolsonaro mandara tirar do ar uma nova propaganda do Banco do Brasil que enfatizava a diversidade racial e social (leia box). Então, vamos lá: censurar a propaganda é o intervencionismo que não cabe a quem se diz liberal, como o presidente se autoproclama, e a justificativa para tal ato exibiu todo o conservadorismo que ele professa nos costumes: “a massa quer respeito à família”. Finalmente, sobrou disparo contra Santos Cruz porque o secretário declarou justamente o que tinha de declarar: “intervenções são indevidas”. Está explicado, assim, o truque bolsonarista. O certo, enfim, é que a máscara caiu.

Os princípios do liberalismo econômico remontam ao século XVI — digamos que, de fato, vêm de lá os seus primeiros genes, numa reação ao mercantilismo que já não funcionava bem para as necessidades de um incipiente capitalismo. Foi no final do século XVIII, no entanto, que o liberalismo ganhou força, contrapondo-se claramente à intervenção do Estado na economia. É nessa época que se destaca como um de seus grandes formuladores François Quesnay, que entrou para a galeria da história como mestre de economia sem ao menos ser economista. Na verdade, Quesnay era médico, e pelo jeito bom profissional, porque cobria-se de toda a confiança do rei Luis XV. É ainda no século XVIII que o liberalismo vai ter seus contornos fixados e se tornará a teoria mais plausível na economia moderna. Deve-se isso ao economista britânico Adam Smith (autor de dois grandes clássicos, “A Riqueza das Nações” e “Teoria dos Sentimentos Morais”), que exercerá a derradeira influência para o sepultamento dos cânones mercantilistas.          05/05/2019

Prefeito de NY a Bolsonaro: “Seu ódio não é bem-vindo"

 

"Jair Bolsonaro aprendeu do jeito difícil que nova-iorquinos não fecham os olhos para a opressão. Nós expusemos sua intolerância. Ele correu.

 

Não fiquei surpreso - valentões geralmente não aguentam um soco", escreveu ele, que completou o tweet da seguinte maneira: "Seu ódio não é bem-vindo aqui". Em um segundo tweet, de Blasio continuou a crítica: "O ataque de Jair Bolsonaro a direitos LGBTQ e seus planos destrutivos para o nosso planeta se refletem em líderes demais - incluindo no nosso país. TODOS devem se levantar, falar e lutar contra esse ódio temerário".


Na última sexta-feira, o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, disse em nota que Bolsonaro cancelou a ida aos EUA por causa de protestos: "Em face da resistência e dos ataques deliberados do prefeito de Nova York e da pressão de grupos de interesses sobre as instituições que organizam, patrocinam e acolhem em suas instalações o evento anualmente, ficou caracterizada a ideologização da atividade", disse.

 

O Museu de História Natural de Nova York havia se recusado a sediar o evento. Além disso, ao longo da semana, algumas empresas retiraram o patrocínio à premiação após pressão de ativistas.
 

Prefeito de NY comemora.jpg
8m5nr91fk99ii62lazc8dgeki.jpg

Programa será aberto para todos os estados, mas, na prática, só deve ser vantajoso para alguns devido aos empréstimos com garantias à União.

 

O novo plano de socorro do governo federal para socorrer estados e municípios em crise está pronto e foi confirmado pelo secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida.    04/05/2019

|-MDB anuncia posição contrária a três itens da reforma da Previdência. Partido diverge de texto quanto a benefício pago a idosos carentes e aposentadoria rural e de professores.


Em nota, o MDB listou os itens que apoia, que pretende modular e que se opõe, sem dar detalhes sobre o que os filiados do partido pensam sobre cada um deles.                                                                                                                                                                        02/05/201

|-Sem reduzir desemprego, Bolsonaro reconhece dificuldade inicial em mandato.

 

Presidente não anuncia novas medidas e faz afago a empreendedores. Ele voltou a questionar hoje a metodologia adotada pelo IBGE e disse acreditar que a taxa de desemprego no país é maior do que a divulgada de 12 milhões de desempregados. Ainda declarou que não quer criar polêmicas.

|-Em ato inédito, dez centrais se unem no 1º de Maio

 

Fragmentada desde a eleição do ano passado, a oposição quer transformar a ce­lebração do Dia do Trabalho, hoje (1º), no Vale do Anhangabaú, na primeira manifestação significativa contra o governo Jair Bolsonaro (PSL).

Pela primeira vez, todas as dez centrais sindi­cais vão celebrar jun­tas a data em São Paulo.

|-A Receita Federal confirmou nesta terça-feira que recebeu uma declaração de Imposto de Renda falsa, com dados da ex-presidente Dilma Rousseff.

 

Receita confirma que Dilma foi vítima de fraude.jpg

A fraude foi detectada pela própria ex-presidente, quando tentou enviar o documento e descobriu que outra declaração em seu nome já havia sido encaminhada ao Fisco. A informação foi publicada nesta segunda no blog do colunista Lauro Jardim, do GLOBO .

 

Segundo o subsecretário de arrecadação, cadastros e atendimento da Receita, Frederico Faber, o documento falso foi enviado sem o recibo da declaração do ano anterior e já foi descartado pelo órgão, a pedido de Dilma.  Hoje, há três níveis de segurança para envio da declaração do IR: sem recibo da declaração do ano anterior, com o recibo e com o certificado digital, considerada a forma mais segura de todas.  30/04/2019

|-Bolsonaro assina decreto e acaba com o horário de verão

Medida foi criada com a finalidade de economizar energia e aproveitar o maior período de luz solar durante os meses mais quentes do ano
BRASÍLIA - Confirmando anúncio feito no início do mês, o presidente Jair Bolsonaro assinou nesta quinta-feira, 25, decreto que encerra com o horário de verão. A medida foi tomada durante solenidade no Palácio do Planalto, que reuniu autoridades como o vice-presidente, Hamilton Mourão, o ministro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS) e o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.


Ao discursar, Bolsonaro fez um aceno aos parlamentares, afirmando que o governo está aberto para receber sugestões de medidas que possam ser implantadas através de decreto, reconhecendo a "dificuldade" de aprovar alguma lei no Congresso. "Muito difícil, quase como ganhar na mega-sena. Um decreto tem um poder enorme, como esse assinado agora. A todos os senhores, aos demais, o governo está aberto, quem tiver qualquer contribuição para dar via decreto, nós estamos à disposição dos senhores", afirmou.


Criada com a finalidade de economizar energia e aproveitar o maior período de luz solar durante os meses mais quentes do ano - quando os dias também são mais longos - a medida foi adotada no Brasil pela primeira vez em 1931 e adotada em caráter permanente a partir de 2008.

De acordo com Bolsonaro, a decisão de acabar com a medida foi tomada após estudos que mostraram não haver mais razão do horário de verão, em função das mudanças no consumo de energia que ocorreram nos últimos anos.

 

Permanência
Em 2008, ficou definido que o horário de verão começaria no primeiro domingo do mês de novembro de cada ano, até domingo do mês de fevereiro do ano subsequente, em parte do território nacional. Só haveria mudança em ano que houvesse coincidência entre o domingo previsto para o término da hora de verão e o domingo de carnaval.

-Sobrinho de Bolsonaro ligado a Carlos ganha cargo no Senado

Leonardo Rodrigues de Jesus foi nomeado no posto de assessor parlamentar do senador Chico Rodrigues (DEM-RR) e vai receber R$ 14.802,41. O novo comissionado do Senado ficou conhecido pelo livre trânsito que tem no Palácio do Planalto. Muito próximo ao "02", o vereador Carlos Bolsonaro, com quem morou no Rio, "Leo Índio" esteve no Planalto 58 vezes só nos primeiros 45 dias de governo.


O sobrinho do presidente nunca assumiu cargo no Planalto, mas mesmo assim era comum vê-lo em reuniões internas e agendas externas de Bolsonaro. O jornal O Estado de S. Paulo apurou que ele teria participado de pelo menos uma reunião reservada com autoridades envolvidas na reforma da Previdência. Oficialmente, foi a três órgãos internos do Planalto, fora salas e gabinetes por que passou sem anúncio nem registro. "Léo Índio" também viajou na comitiva da Presidência que foi ao local da tragédia de Brumadinho. Procurado pela reportagem, o assessor não quis se pronunciar.

STJ reduz pena de Lula: o que acontece agora com o ex-presidente?

Com a redução de pena, defesa pode pedir progressão para regime semiaberto a partir do dia 23 de setembro; na prática, progressão depende do caso do sítio de Atibaia.

 

Quatro dos cinco ministros da 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiram na tarde desta terça-feira (23) pela redução da pena do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do tríplex do Guarujá.

 

Julgando um recurso apresentado pela defesa, ministros rejeitaram a maioria dos pedidos - entre eles, a anulação dos julgamentos anteriores - mas concordaram em reduzir a pena de 12 anos e um mês de prisão para 8 anos, 10 meses e 20 dias.

 

Em nota, a defesa do ex-presidente Lula criticou a decisão dos ministros. Para a defesa do ex-presidente, "o único desfecho possível é a absolvição do ex-presidente Lula, porque ele não praticou qualquer crime".

"Por outro lado, não podemos deixar de registrar que pelo menos um passo foi dado para debelar os abusos praticados contra o ex-presidente Lula pela Lava Jato. Pela primeira vez um Tribunal reconheceu que as penas aplicadas pelo ex-juiz Sérgio Moro e pelo TRF4 foram abusivas. É pouco. Mas é o início", diz a nota.

 

O TRF-4 informou à reportagem da BBC News Brasil, porém, que o processo de Lula não foi sequer recebido pelos desembargadores: o caso continua na primeira instância, em uma fase chamada de razões de apelação.

Eduardo sai em defesa do pai após críticas de prefeito de NY

 

Filho do presidente replicou publicação em que deputado escreve: 'É a prova que 'o idiota' não habita somente a América Latina'  O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara e filho do presidente Jair Bolsonaro, reagiu neste sábado, 13/04/2019, às declarações do prefeito de Nova York, Bill de Blasio, sobre o pai. Ele associa as críticas ao "globalismo".

 

No Twitter, Eduardo replicou uma publicação do também deputado Paulo Eduardo Martins (PSC-PR) em que ele escreve: "É a prova que 'o idiota' não habita somente a América Latina. "O idiota' está por toda parte."

 

Eduardo complementou: "O movimento cultural que ocorre no Brasil ocorre da exata mesma e mesma forma no Chile, Inglaterra, França e, claro, nos EUA. Isso visa a construção de um novo mundo suprimindo as culturas locais. Depois falamos que são GLOBALISTAS e ainda há quem queira fazer chacota conosco."

Incêndio atinge a Catedral de Notre-Dame, em Paris

Torre desmoronou em meio às chamas; estrutura foi salva após mais de quatro horas de trabalho dos bombeiros. Macron prometeu reconstruir catedral e diz que irá lançar campanha internacional.

 

Um grande incêndio atingiu nesta segunda-feira (15) a catedral de Notre-Dame, em Paris, um importante símbolo da cidade. A "flecha", torre mais alta da catedral, desmoronou, mas a estrutura do prédio foi salva, segundo os bombeiros.

 

A polícia isolou a área e retirou os turistas que estavam dentro da catedral. O acesso à Île de la Cité, onde fica a Notre-Dame, foi completamente fechado.                                 15/04/20019

image (1).jpg

|-Metáfora do dia

 

O Mar está revolto, mas céu é de brigadeiro. Quando me deparei com essa frase, de início, pensei que teria sido dita por uma garotinha de no máximo seis anos e que adorava brigadeiro, mas não, era ele mesmo falando: O "mar está revolto", em referência às crises que o país atravessa, sim muitas conversas e "desconversas"(para seguir a linha de pensamento). A metáfora inspirada em uma expressão militar recorrente na Marinha abriu o discurso do presidente em solenidade realizada no Palácio do Planalto para apresentar as metas cumpridas neste começo de gestão. Agora fez todo o sentido.


Foram destacadas a implementação do 13º salário do Bolsa Família, a parceria com os Estados Unidos na operação da base de Alcântara e o encaminhamento ao Congresso da proposta de reforma da previdência e do pacote anticrime e anticorrupção, entre outras ações.

 

Uma delas é o pagamento do 13º salário para o programa social Bolsa Família, benefício para famílias de baixa renda criado nos governos do PT. Também foi assinado projeto de lei complementar que propõe a autonomia do Banco Central.

 

Ao todo, cerca de 14 milhões de famílias com renda per capita de até R$ 89 mensais são atendidas pelo programa social, segundo o Ministério da Cidadania. Em março deste ano, foram gastos R$ 2,6 bilhões em pagamentos tendo sido o benefício médio no valor de R$ 186,94. Com o 13º, a projeção da pasta é que sejam gastos mais R$ 2,58 bilhões a cada ano.


Vamos aguardar as próximas metáforas então...                                               11/04/2019

|-Bolsonaro anuncia demissão de Vélez e nomeia Abraham Weintraub como ministro da Educação

 

O presidente Jair Bolsonaro anunciou em uma rede social nesta segunda-feira (8) a demissão do ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez. Bolsonaro informou também que o novo ministro será Abraham Weintraub. Bolsonaro e Vélez tiveram uma reunião no Palácio do Planalto nesta segunda, pouco antes do anúncio da demissão do agora ex-ministro.

 

"Comunico a todos a indicação do Professor Abraham Weintraub ao cargo de Ministro da Educação. Abraham é doutor, professor universitário e possui ampla experiência em gestão e o conhecimento necessário para a pasta. Aproveito para agradecer ao prof. Velez pelos serviços prestados", afirmou o presidente.

 

A exoneração de Vélez e a nomeação de Weintraub foram publicadas em edição extra do "Diário Oficial da União"                                                                                                               08/04/019

2018-09-18t162438z147747700rc18cfabccf0rtrmadp3brazil-election-gomes.JPG

|-Alckmin vê "desgaste"; Ciro diz que País "optou por idiota"

 

O governo Bolsonaro foi alvo de críticas de ex-presidenciáveis que participaram de debate organizado pelos alunos brasileiros das universidades de Harvard e do MIT. Ciro Gomes (PDT) afirmou que Bolsonaro está na iminência de uma "grande confusão" e que o Brasil "optou por um idiota" e Geraldo Alckmin (PSDB) avaliou que o governo tem sofrido um rápido "desgaste de material". O tucano chamou ainda o governo de "improvisado, heterogêneo, com uma pauta equivocada, uma agenda antiquíssima".

 

O tucano criticou debates atuais do governo e a definição de "nova política", usada por bolsonaristas para definir a atual gestão. "Nós estamos discutindo se o nazismo é de esquerda ou de direita, se o golpe foi golpe ou não foi golpe.

 

Uma agenda velhíssima. Não temos nova e velha política, temos boa e má política. A boa política não envelhece", afirmou o tucano.

 

Alckmin reiterou que o PSDB não fará parte da base do governo e disse que o partido irá "votar os projetos que forem importantes ao País". "É o PT, só que de ponta cabeça", disse Alckmin sobre o que chamou de maniqueísmo do governo.


"Hoje, o governo Bolsonaro está na antecedência de uma grande confusão. É o que vem por aí. Não é impeachment, não há organização para isso.

 

Estamos na iminência de uma brutal confusão", afirmou Ciro Gomes, que foi aplaudido pela plateia quando afirmou que o Brasil "optou por um idiota". "Não é idiota como palavrão, é como está nos dicionários: uma pessoa com incapacidade de raciocinar", disse. Para Ciro, polêmicas do novo governo são um "jogo de distração".              06/04/2019

|-Bolsonaro se rende à "velha política" e vai oferecer cargos

 

Governo inicia encontros com dirigentes partidários para montar base de sustentação no Congresso; Mourão fala em "participação"

 

BRASÍLIA - Prestes a completar cem dias de mandato, o presidente Jair Bolsonaro se rendeu à chamada "velha política" e vai se reunir, a partir desta quinta-feira, 4, com dirigentes de 11 partidos para convidá-los a integrar a base de sustentação do governo no Congresso.

 

Após desenhar uma aliança apenas com frentes parlamentares, Bolsonaro enfrentou uma crise política atrás da outra, que levou a derrotas do Planalto na Câmara, e foi aconselhado a aceitar a distribuição de cargos, na volta da viagem a Israel, para aprovar a reforma da Previdência.

 

No vácuo da articulação política, o Centrão se reorganizou e mostra força. O bloco de partidos que deu as cartas do poder quando o então deputado Eduardo Cunha (MDB-RJ), hoje preso, era presidente da Câmara é formado por siglas como DEM, PP, PR, PRB, PSD e Solidariedade. O grupo tem como aliado de primeira hora o MDB e, em alguns casos, até o PSDB.

Questionado se o MDB apoiará a reforma da Previdência, o ex-senador disse que o partido tem compromisso com a agenda econômica. "Mas temos de saber qual a modelagem proposta", ressalvou.                                                                                                                                                     04/04/2019

|-Alesp: privatizações de Doria sofrem resistência até do PSL

 

Segundo líderes, texto é inviável; governo enviou proposta para seis estatais sem dizer o que fará com cada uma.

 

Enviado pelo governador João Doria, o projeto para privatizar, extinguir ou fundir seis estatais paulistas tem encontrado resistência até entre deputados pró-mercado.

 

O liberal PSL, por exemplo, diz que seus 15 representantes na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) votarão contra o projeto caso ele não seja melhor explicado.

 

Apesar de tratar de um assunto espinhoso, a proposta enviada pelo Palácio dos Bandeirantes tem apenas três páginas.

 

Pede autorização para vender, fundir, separar, extinguir entre outras ações seis empresas de propriedade do Estado com atividades bem distintas entre si. Foi a primeira matéria enviada ao Legislativo, é o projeto 1 de 2019.

 

São elas: Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa), Companhia Paulista de Obras e Serviços (Cpos), Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa), Companhia de Desenvolvimento Agrícola de São Paulo (Codasp), Imprensa Oficial do Estado S.A. (Imesp) e Companhia de Processamente de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp).

 

De acordo com líderes de bancada procurados pelo Terra, ao menos 41 deputados, dos 94 da Alesp, são contrários ao atual texto enviado pelo governo. Os 15 do PSL, os 10 do PT, os 8 do PSB, os 4 do Psol, 3 do MDB e o deputado Campos Machado (PTB), que criticou o texto publicamente desde o primeiro momento.                                                                                       

                                                                                                                                                                                                                         04/04/02019

|-Assessor especial de Ricardo Vélez no MEC é demitido pela Casa Civil

 

A chefe de gabinete da pasta também aparece como baixa no Diário Oficial da União nesta quinta-feira (4).

 

Mais uma baixa no Ministério da Educação que tem à frente o Ricardo Vélez.

 

Nesta quinta-feira (4), foi publicado no Diário Oficial da União a exoneração do assessor especial de Vélez, Bruno Garschagen, um dos integrantes do ministério mais próximos do ministro e muito ligado ao ideólogo de direita Olavo de Carvalho. A demissão foi assinada por Onyx Lorenzoni, chefe da Casa Civil. Ainda não se sabe quem irá substituí-lo.                                                                                                                                                                    04/04/2019

|-Temer é líder de organização criminosa, diz juiz

 

Os procuradores alegam que há fundamentação concreta pela prisão e discordam da alegação do desembargador de que não "contemporaneidade dos fatos", ou seja, que os crimes continuaram ocorrendo. A prisão de Temer havia sido ordenada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, responsável pela Lava Jato no RJ. Ele ordenou a prisão do ex-presidente e de mais nove pessoas. A investigação do Ministério Público Federal está relacionada às obras da usina nuclear de Angra 3, operada pela Eletronuclear.

 

Bretas argumentou que Temer é "líder da organização criminosa" que atua há 40 anos. A soma dos valores de propinas do suposto grupo chefiado pelo ex-presidente ultrapassa R$ 1,8 bilhão, segundo o MPF.                                                                                                                                       01/04/2019

|-Propostas de Bolsonaro emperram na Câmara dos Deputados

 

Em atrito com deputados, Planalto não consegue aprovar nenhum dos 16 projetos ou MPs apresentados em quase cem dias de governo.

 

BRASÍLIA - As dificuldades na articulação política do governo se refletem no número de proposições de iniciativa do Palácio do Planalto aprovadas pelo Congresso nos quase cem dias de mandato do presidente Jair Bolsonaro: zero. Todos os 16 projetos ou medidas provisórias apresentadas pelo Executivo tramitam em ritmo lento, quase parando, na Câmara dos Deputados.

 

As pautas vão desde proposta de emenda à Constituição (PEC) que modifica as regras das aposentadoria no País - que só ganhou relator duas semanas após chegar à Casa - à Medida Provisória (MP) 870, que modifica a estrutura dos ministérios e já recebeu 539 emendas. O texto, que prevê, por exemplo, a extinção da pasta do Trabalho, chegou dia 2 de janeiro e não tem sequer relator.

 

Os deputados federais já impuseram duas derrotas importantes ao Palácio do Planalto, primeiro ao rejeitarem o decreto que ampliava número de servidores aptos a classificar documentos como sigilosos e, depois, ao instituírem o Orçamento impositivo, que engessou a gestão das contas.

 

As MPs têm força de lei, o que significa que começam a vigorar no dia em que foram publicadas no Diário Oficial da União. Mas podem perder a validade se não forem votadas pelo Congresso num prazo de 120 dias.                                                                                                                   01/04/2019

|-Com gols de Manoel e Clayson, o Timão largou na frente do Santos na briga por uma vaga na final do Campeonato Paulista

 

Corinthians e Santos se enfrentaram nata tarde deste domingo (31), em Itaquera, no jogo de ida da semifinal do Campeonato Paulista e os donos da casa levaram a melhor, vencendo por 2 a 1, e garantindo a vantagem para o jogo de volta. Logo aos três minutos do primeiro tempo, o Corinthians abriu o placar com Manoel, que aproveitou cruzamento de Sornoza e cabeceou para abrir o placar.

 

A resposta do Santos veio após quatro minutos, aos sete, Jean Mota cruzou, e após falha bizarra de Cássio, o atacante Derlis González finalizou de cabeça para o fundo da rede, deixando tudo igual em Itaquera.                                                                                           31/03/2019

bolsonaro-_antonio-cruz-abr-1.jpg

|-Para Jair Bolsonaro, não houve ditadura no Brasil
 

Bolsonaro autorizou que quarteis e guarnições militares celebrem o golpe de 1964. Foto: Arquivo

 

O presidente Jair Bolso­naro (PSL) afirmou nesta quarta-feira (27) que não houve ditadura no Brasil, refe­rindo-se ao período entre 1964 e 1985, quando as Forças Armadas governaram o país, sem eleições diretas para presidente da República. Para o presidente, ocorreu uma transição pacífica de poder no final dos anos de 1980. Disse que, nesse período, houve problemas.

 

“Onde você viu no mundo uma ditadura entregar para a oposição de forma pacífica o governo? Só no Brasil. Então, não houve ditadura”, afirmou o presidente, durante entrevista exibida pela TV Bandeirantes, na tarde desta quarta.                                                                                                                                                                      28/03/2019

violência.jpg

|-Câmara aprova divórcio imediato em caso de violência doméstica
 

Os deputados aprovaram nesta quarta-feira (27) projeto de lei que permite às vítimas de violência doméstica pedirem a decretação imediata do divórcio ou o rompimento de união estável com o agressor. A medida precisam ainda ser aprovada pelo Senado para virar lei. O texto aprovado é um substitutivo da deputada Erika Kokay (PT-DF). A deputada incluiu no projeto a necessidade de a vítima ser informada sobre o direito a pedir imediatamente o divórcio e a possibilidade de o juizado decidir sobre esse divórcio sem tratar da partilha de bens, que poderá ser feita posteriormente. “A mulher, ao estar em situação de violência doméstica e ter direito às medidas protetivas, ela também terá, da parte do Estado, a possibilidade de rompimento da relação que provoca tanto sofrimento”, disse a deputada.

 

A medida faz uma alteração na Lei Maria da Penha, colocando essa possibilidade de divórcio ou de dissolução da união estável entre as medidas a serem tomadas pelo juiz para assistência às mulheres vítimas de violência doméstica.

                                                                                                    28/03/2019

|-Battisti confessa participação em homicídios pela 1ª vez


Cesare Battisti, ex-integrante do grupo terrorista Proletários Armados pelo Comunismo (PAC), admitiu pela primeira vez sua participação nos quatro homicídios pelos quais foi condenado à prisão perpétua.

 

Battisti confessou os crimes perante Alberto Nobili, que coordena o órgão antiterrorismo do Ministério Público de Milão, pouco mais de dois meses depois de ter sido extraditado à Itália para cumprir sua pena.

 

Segundo Nobili, a admissão confirma tudo o que está na sentença contra Battisti, incluindo os quatro homicídios e "uma maré de roubos e furtos para autofinanciamento"                                                             25/03/2019

|-Devedores contumazes da União poderão ter CNPJ cancelado

 

Os devedores contumazes da União terão o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) cancelado. Também serão proibidos de pedirem parcelamentos e obterem benefícios como descontos e certidões negativas de débitos pelos próximos 10 anos. As propostas constam do projeto de lei de combate a grandes devedores, que integra o pacote de reforma da Previdência Social.

O texto foi enviado ao Congresso Nacional na última quarta-feira (20), mas foi detalhado na sexta-feira (22) por técnicos da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN).

 

A procuradoria-geral classificou como devedores contumazes os contribuintes com inadimplência reiterada de pelo menos R$ 15 milhões e sem buscar regularizar o passivo há mais de um ano. Eles também terão de se enquadrar em pelo menos um dos seguintes critérios: indícios de fraudes estruturadas, utilização de laranjas (dívidas em nome de terceiros) e artifícios destinados a burlar mecanismos de cobrança.

O projeto prevê a possibilidade de o devedor sem patrimônio embargar a dívida independentemente da garantia do juízo integral, antecipar medidas cautelares para atingir devedores que tentam transferir bens para terceiros e permite que a PGFN contrate serviços de call center e de meios digitais para cobranças administrativas.                                                                                                                                     
24/03/2019

alx_protesto-sbc_original.jpeg

|-Centrais sindicais fazem protestos contra projeto de reforma da Previdência de Bolsonaro

Centrais sindicais reuniram, ontem (23), manifestan­tes em vários locais do país no chamado Dia Nacional de Luta em Defesa da Previdência, para protestar contra a reforma proposta pela gestão do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

 

Em São Paulo, o principal ato foi realizado na avenida Paulista, na Capital.

 

A manifestação começou no final da tarde e terminou por volta das 20h30. Segundo a organização, 60 mil pessoas foram à manifestação.

 

A Polícia Militar fala em 15 mil. Também houve relatos de paralisações de linhas de ônibus na cidade.

 

“Esta não é uma reforma qualquer, pois re­presenta o fim do direito de se aposentar depois de anos de trabalho, de ter a garantia de aposentadoria com valor decente”, disse o presidente do sindicato, Wagner Santana, o Wagnão.         24/03/2019

|-Dólar sobe 2,69%, na maior alta diária em 2 anos, a R$ 3,902; Bolsa cai 3%

O dólar comercial fechou em alta de 2,69%, a R$ 3,902 na venda, na maior alta diária desde 18 de maio de 2017.

 

Na ocasião, a moeda norte-americana subiu 8,15% um dia após revelações de que o empresário Joesley Batista, da JBS, havia gravado conversas supostamente sobre propina com o então presidente Michel Temer, no que ficou conhecido como "Joesley Day".

 

Com a alta de hoje, o dólar chegou ao maior valor em quase três meses, desde 26 de dezembro (R$ 3,922), e encerrou a semana com valorização acumulada de 2,14%.     

                                  22/03/2019

|-Ex-presidente do Brasil Michel Temer foi detido Político está a ser investigado no âmbito do processo 'Lava Jato'. 

O ex-presidente brasileiro Michel Temer foi preso ao amanhecer desta quinta-feira em São Paulo, onde reside, no âmbito de investigações da operação anti-corrupção Lava Jato.

 

A ordem de prisão contra Temer foi expedida pelo juiz Marcelo Bretas, responsável pelos processos da Lava Jato no Rio de Janeiro. Pouco depois, foi também detido o o ex-ministro de Minas e Energia, Moreira Franco. Assim que foi preso, o antigo presidente, que deixou o cargo em 31 de Dezembro passado, foi levado por agentes da Polícia Federal para o Aeroporto de Guarulhos, na capital paulista, para ser transferido para o Rio de Janeiro.

 

Desde o amanhecer de quarta-feira que a Polícia Federal tentava prender Temer, mas a constante mudança deste de local só permitiu o cumprimento do mandado esta quinta.

 

O político que chegou a presidente após a destituição de Dilma Roussef (de quem era vice-presidente) está a ser investigado no âmbito do processo 'Lava Jato, que já levou à detenção de outro antigo presidente, Lula da Silva.                                            21/03/2019

 

O Dia foi marcado por um raro e belo evento celeste, visível em quase todo o planeta, exceto na América do Norte: um eclipse lunar total.

Esse fenômeno ocorre quando a Lua cheia transita pela sombra do planeta Terra e, dessa vez, a duração foi de aproximadamente 1h43 (uma hora e quarenta e três minutos). 

 

Se as condições atmosféricas locais foram favoráveis, a maioria das pessoas pode testemunhá-lo. Valeu a pena reservar a noite do dia 27 de julho para um happy hour de observação celeste.

2018

image7.img.640.medium.jpg

Lewis Hamilton vence o GP da Inglaterra

 

O piloto da Mercedes guiou seu carro de ponta a ponta e conquistou a vitória no GP da Grã-Bretanha. Correndo no “quintal de casa”, Hamilton não foi ameaçado em nenhum momento e levantou seu quinto título no circuito inglês.

Nacionais

 

Demi Lovato sofre overdose de heroína e vai parar no hospital, diz TMZ

Demi vinha lutando contra o uso da substância já há algum tempo, tendo chegado a passar por algumas rehabs. No entanto, há cerca de seis anos ela se considerava livre do uso de álcool, cocaína e oxycontina, um medicamente considerado superior à morfina.

 

Na estrada divulgando a turnê “Tell Me You Love Me”, a cantora tinha alguns compromissos marcados, entre eles uma apresentação confirmada em Atlantic City, no Estado da Nova Jersey. Até agora não há nenhuma informação sobre o estado de saúde da cantora, mas a gente espera que tudo fique bem.

 

8ca0b777e05825bddfb31a7fea0dcf94.jpg

|-Chacina na Zona Norte de SP, deixa ao menos 4 mortos e 4 feridos. Primeiro ataque aconteceu na Av.Humberto Gomes Maia; segundo foi registrado na Rua Matilde Munhoz

 

Ao menos quatro pessoas morreram em uma chacina realizada na madrugada desta sexta-feira, 20, na região da Brasilândia, Zona Norte de São Paulo. Outras quatro ficaram feridas. Segundo informações da Polícia Militar, os agentes foram acionados por volta das 3h. O primeiro ataque aconteceu na Avenida Humberto Gomes Maia, na Vila Itaberaba.

 

Duas pessoas foram baleadas e morreram no local e outras três ficaram feridas. Duas conseguiram chegar a um hospital próximo por meios próprios e uma foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

lei_4221-543072.jpg

|-Covas quer cadastro dos usuários de drogas
 

A gestão Bruno Covas (PSDB) pediu aprovação da Câmara Municipal de São Paulo para um cadastramento único dos usuários abusivos de álcool e drogas da cidade que sejam atendidos pelos serviços do município, seja nos programas de saúde, assistência social ou reinserção no mercado de trabalho. O cadastramento é uma das propostas previstas no projeto de lei da Política Municipal Sobre Álcool e Drogas, enviado ao Legislativo no fim de junho.

 

A nova política, em linha gerais, é bem vista pelos vereadores ligados à população de rua e à Cracolândia. Mas o cadastramento é visto com ressalvas, por criar dificuldades para as abordagens dos usuários, que só concordariam em fornecer os dados após criar uma relação de confiança. Se o usuário se sente inseguro, há risco de desaparecer e prejudicar o atendimento social e de saúde.

 

Entretanto, conforme explica a Prefeitura, os usuários da Cracolândia já têm seus dados coletados em um cadastro, que se chama Aplicativo de Seguimento dos Pacientes do Redenção (ASPR) e registra os atendimentos nos diferentes serviços da cidade. 

Internacionais

201872011186.jpg

|-Rússia está 'aberta' a visita de Putin a Washington, após convite de Trump

 

A Rússia está aberta à possibilidade de uma visita do presidente Vladimir Putin a Washington, após um convite do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou o embaixador russo para os EUA, Anatoly Antonov, nesta sexta-feira.

 

O diplomata disse que é importante "lidar com os resultados" do encontro recente entre os dois líderes nesta semana em Helsinque.

 

"A Rússia sempre esteve aberta para essas propostas. Estamos prontos para discutir esse assunto", afirmou Antonov.

 

O Executivo russo tem a palavra final sobre o tema, mas não se pronunciou publicamente até agora sobre a proposta de Trump, feita na quinta-feira.

Park-Geun-hye-wiikimedia-e1461000281311.jpg

|-Ex-presidente da Coreia do Sul é condenada pela 2ª vez; prisão chega a 32 anos

 

A ex-presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, foi condenada a mais oito anos de prisão por abuso de fundos estatais e violação das leis eleitorais. A nova sentença eleva para 32 anos a pena da ex-mandatária, afastada do cargo em 2016 após um processo de impeachment movido por denúncias de corrupção.

 

Park foi considerada culpada pela Corte do Distrito Central de Seul por ter recebido cerca de 3 bilhões de wons sul-coreanos (cerca de US$ 2,6 milhões) de chefes do Serviço Nacional de Inteligência durante sua presidência (2013-2016). Pelo crime, ela foi sentenciada a seis anos de prisão. Além disso, a Justiça também condenou a ex-presidente a dois anos de reclusão por ter violado leis eleitorais após interferir no processo de nomeação dos candidatos do próprio partido nas eleições parlamentares de 2016. A Corte, no entanto, absolveu a ex-presidente do crime de suborno por falta de provas.

 

A ex-presidente não compareceu à corte durante a promulgação da sentença. Ela está presa desde março de 2017 em um centro de detenção em Seul. Com a nova sentença, a pena de Park sobe para 32 anos de prisão - e o número ainda pode aumentar, dependendo de novas decisões em instâncias superiores.

Política - Vídeo

lg-57dcdb02-52e5-4bd5-96cf-b332e2e893aa.png

|-IPCA-15 de julho é o mais elevado para o mês desde 2004

 

A alta de 0,64% registrada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) em julho foi a mais elevada registrada para o mês desde 2004, quando a inflação ficou em 0,93%, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Como resultado, a taxa acumulada em 12 meses subiu de 3,68% em junho para 4,53% em julho, o resultado mais elevado desde março de 2017, quando estava em 4,73%. Em julho do ano passado, a taxa do IPCA-15 foi de -0,18%.

 

industria.jpg

|-Confiança da Indústria cai 0,5 ponto em julho ante junho, diz prévia da FGV

 

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) apurado na prévia da sondagem de julho teve um recuo de 0,5 ponto em relação ao resultado fechado de junho, para 99,6 pontos, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta sexta-feira, 20.

O Índice de Expectativas (IE) recuou 4,3 pontos em julho, para 100,7 pontos. Já o Índice da Situação Atual (ISA) subiu 3,4 pontos em julho, para 98,5 pontos.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) da indústria indicou uma redução de 0,3 ponto porcentual, passando de 76,2% no fechamento de junho para 75,9% na prévia de julho.

A prévia dos resultados da Sondagem da Indústria abrange a consulta a 782 empresas feita entre os dias 2 e 18 de julho. O resultado final da pesquisa será divulgado no próximo dia 27.

 

Política Destaques

|-Estou cansado de mentiras, diz Lula em 1ª aparição pública após a prisão

 

GWC | Notícias

Em sua primeira aparição pública desde que foi preso, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) demonstrou bom humor nesta terça-feira (5) e disse que seu compromisso "é com a verdade" e que está "cansado de mentiras". 

 

O ex-presidente defendeu a campanha que levou à escolha do Rio e disse lamentar que uma denúncia de compra de votos surja oito anos depois da escolha. A escolha do Rio ocorreu em 2009. "Vivemos um momento de denuncismo", afirmou.

 

Lula foi arrolado como testemunha de defesa na ação penal referente à Operação Unfair Play, que investiga compra de votos na escolha Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Foi essa ação que motivou a prisão do entãopresidente do COB (Comitê Olímpico do Brasil), Carlos Arthur Nuzman, e de Leonardo Gryner, seu braço direito no comitê organizador da Rio-16. Fonte e foto: uol

|-Temer confirma nome de Ivan Monteiro como novo presidente da Petrobras

 

GWC | Notícias

O presidente Michel Temer confirmou o nome de Ivan Monteiro para ser recomendado como presidente efetivo da Petrobras.

 

Ele falou à imprensa na noite de hoje (1º), após reunir-se com Monteiro no Palácio do Planalto.

 

Temer aguardou a decisão do Conselho de Administração da Petrobras, que indicou o diretor financeiro da estatal para ocupar interinamente o cargo.

|-Presidente da Petrobras pede demissão do cargo

 

parente.jpg

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, pediu demissão do cargo nesta sexta-feira (1º). 

 

Em carta enviada ao presidente Michel Temer, Parente diz que sua saída é "irrevogável" e que sua "permanência na presidência da Petrobras deixou de ser positiva e de contribuir para a construção das alternativas que o governo tem pela frente"

 

Pressionado devido à atuação da Petrobras na crise com os caminhoneiros, o executivo deixa o comando da estatal exatamente dois anos após sua posse, em 1º de junho de 2016, no início do governo Temer. 

 

Greve colocou Petrobras no centro das críticas. A saída de Parente acontece na esteira da greve dos caminhoneiros contra a disparada dos preços do diesel.

 

A paralisação durou 11 dias e causou desabastecimento generalizado de produtos e serviços no país todo e prejudicou diversos setores da economia.

GWC | Notícias

O presidente em seu labirinto Acostumado a racionalizar crises ao limite, Michel Temer deu-se o direito de externar tristeza e angústia a aliados próximos nos primeiros dias desta semana, quando havia o receio de que seu governo sucumbisse ao levante dos caminhoneiros.

 

Sem suporte dos chefes do Legislativo e do Supremo, e com os governadores concentrados em resolver os próprios problemas, viu-se contra a parede e isolado. Em desabafos, chegou a indagar se mais ninguém percebia que o momento requeria união.

|-Desemprego apresenta melhora em um ano, mas ainda atinge 13,4 milhões de pessoas

GWC | Notícias

A taxa de desemprego ficou em 12,9% no trimestre encerrado em abril deste ano e ainda atinge 13,4 milhões de pessoas.

 

De acordo com o levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o novo índice apresenta queda se comparado com o mesmo período de 2017, quando a marca era de 13,6%. Entretanto, frente ao trimestre anterior, o saldo é de alta, pois em janeiro de 2018, a taxa estava em 12,2%.

GWC | Notícias
GWC | Notícia
GWC | Notícias
syupremo.jpg
jungmann.jpg
GWC | Notícias
lula benefcio.jpg

Famílias desabrigadas por desabamento de prédio em SP

começam a sacar auxílio-moradia

Segundo o site g1, pelo menos 116 famílias que moravam no prédio Wilton Paes de Almeida, que pegou fogo e desabou em São Paulo no dia 1º de maio, começam a sacar nesta terça-feira (8), a partir das 14h, o auxílio moradia, que será pago pelo Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), do Governo do Estado.

 

Segundo a Prefeitura de São Paulo, as famílias cadastradas foram chamadas para comparecer no posto de atendimento da CDHU, na rua Domingos de Moraes, 2.706, localizado ao lado da estação de Metrô Santa Cruz, para assinatura do termo de adesão e saque do benefício.

bombeiros.jpg
GWC | Notícias | Famílias desabrigadas por desabamento de prédio em SP começam a sacar auxílio-moradia
bombeiros3.jpg

|-Bombeiros retiram segundo corpo de escombros de prédio em SP

 

GWC | Notícias: Bombeiros localizam 2º corpo nos escombros do prédio que desabou no Centro de SP
bombeiros5.jpg
bombeiros7.jpg
GWC | Notícias

Bombeiros localizam 2º corpo nos escombros do prédio que desabou no Centro de SP

 

Corpo de Bombeiros encontrou na manhã desta terça-feira (8) um segundo corpo nos escombros do prédio no Largo do Paissandu, no Centro de São Paulo. Segundo informações iniciais, o corpo pode ser de uma criança.

 

Enquanto o primeiro havia sido achado nos fundos do prédio, o segundo estava na área central do terreno, de acordo com o tenente Guilherme Derrite. Bombeiros acreditam que estejam trabalhando agora no pavimento que correspondia ao sétimo andar, onde viviam os gêmeos Welder e Wender, de 9 anos, filhos de Selma, também considerada desaparecida.

201805041328254913.jpg

O Corpo de Bombeiros retirou no início da tarde de hoje (4) o corpo de uma das vítimas do desabamento do edifício Wilton Paes de Almeida, na última terça-feira (1º), na capital paulista.

 

O corpo foi encontrado no local identificado como quadrante 1, o mesmo onde o morador conhecido como Ricardo Amorim caiu no momento em que era resgatado.

GWC | Notícias: O prédio vizinho ao edifício Wilton Paes de Almeida, que desmoronou no Largo do Paissandu, no Centro de São Paulo, corre risco de desabar, informou nesta quinta-feira (3) o major do Corpo de Bombeiros que comanda as operações de buscas nos escombros. Técnicos da Defesa Civil avaliaram que sua estrutura está condenada.
GWC | Notícias
GWC | Notícias

Mãe da apresentadora
Xuxa morre aos 81 anos

GWC | Notícias | Xuxa

A mãe da apresentadora Xuxa, a Dona Alda, morreu aos 81 anos nesta terça-feira (8/5). Ela sofria de Mal de Parkinson há mais de 10 anos.

 

Xuxa usou sua conta oficial no Instagram para se pronunciar sobre a morte da mãe, Dona Alda, que aconteceu na manhã desta terça-feira (08).

 

Na publicação, a apresentadora colocou uma foto da mãe e a homenageou.

"Meu passarinho voou ... e vai pintar um lindo por de sol pra nos ... bgda a todos pelas orações.", escreveu. 

GWC | Notícias | Xuxa
1438521-xuxa-meneghel-faz-post-para-a-mae-dona-950x0-2.jpg

Sabrina Sato e Duda Nagle
estão felizes com a primeira filha

Apresentação1.jpg
duda.jpg

Foto: Divulgação, Instagram / Duda Nagle / PurePeople

 

|-Sabrina Sato está grávida de uma menina!

 

A apresentadora, grávida de 9 semanas, anunciou a novidade em seu programa durante entrevista a Rodrigo Faro

 

Em entrevista a Rodrigo Faro, disse rindo: "Eu sou tão ansiosa" "Eu queria que ela se chamasse Amora, o feminino de Amor, ou Nirvana", afirmou em seguida.

 

"A Sabrina fez uma lista enorme de nomes, mas não usar nenhum", garantiu Nagle.

 

A apresentadora tranquilizou os fãs sobre a saúde da filha: "A bebê está extremamente saudável, tudo certinho, coração batendo direitinho, está se movimento.

 

A japonesa está grávida de sete semanas e já comemorou o feito pelas redes sociais. Sato está em repouso, todavia, uma notícia delicada deixou o casal em alerta.

 

De acordo com o “UOL”, Sabrina recebeu a informação, por parte dos médicos, que sua gravidez é de risco e precisa de muito repouso, ou seja, pode haver complicações durante a gestação se as recomendações médicas não forem seguidas.

O tamanho é o ideal pra idade gestacional. Está toda perfeita". Ao ser perguntado sobre quando será o casamento, Duda Nagle brincou: "Vamos casar na entressafra". "Nós já estamos juntos", explicou Sabrina.

Fonte: Terra